A beleza de um diamante depende do reflexo da luz. A forma mais comum é a talha brilhante, que tem 58 facetas. O diamante se lapida numa primeira fase cortando a favor dos seus veios ou serrando contra estes. Apenas o diamante corta o diamante, pelo que as serras utilizadas têm de se cobrir com uma pasta de oleo e pó de diamante. Uma a uma as facetas resultantes são polidas até realçarem todo o fogo que está no seu interior.